Pular para o conteúdo

Técnica de Treino Drop Set poderosa para construção do Shape e força

Compartilhe em suas redes sociais

Na busca incessante por métodos eficazes de treinamento, deparamo-nos com a intrigante técnica conhecida como drop set, ou desistência. Essa abordagem única implica na redução progressiva da carga durante o exercício, oferecendo uma oportunidade ímpar para estimular o desenvolvimento muscular. Neste artigo, exploraremos a fundo o propósito, os benefícios e as orientações práticas para implementar a técnica de desistência no treino.

Orientações Práticas para Implementar o Drop Set no Treino

A versatilidade da técnica de desistência permite sua aplicação em uma variedade de exercícios, mas sua eficácia é mais notável em movimentos isolados, concentrados em um único grupo muscular. Considere as seguintes sugestões para otimizar a técnica de desistência no seu treino:

Escolha Adequada de Carga

A chave para um drop set eficaz reside na seleção cuidadosa da carga inicial. Opte por um peso que permita a realização de 8 a 12 repetições até a falha muscular na fase inicial. Posteriormente, reduza a carga em 20% a 30%, dando continuidade ao exercício até atingir a falha novamente. Repita esse processo por 3 ou 4 séries.

Momento Estratégico

Reserve o uso da técnica de drop set para o último exercício de cada grupo muscular durante sua rotina de treino. Evitar incorporá-la em todos os treinos é crucial para prevenir overtraining, o que poderia comprometer a recuperação muscular. A recomendação é integrar essa técnica uma vez por semana ou a cada 15 dias, alternando com outros métodos de treinamento.

Essa abordagem única implica na redução progressiva da carga durante o exercício, oferecendo uma oportunidade ímpar para estimular o desenvolvimento muscular. Neste artigo, exploraremos a fundo o propósito, os benefícios e as orientações práticas para implementar a técnica de drop set no treino.

Primariamente, visa potencializar os resultados do treino, especialmente quando o objetivo é a hipertrofia ou a definição muscular. Ao introduzir a redução de carga após atingir a falha muscular, essa estratégia engenhosa desencadeia uma resposta metabólica e de exaustão muscular, favorecendo a síntese proteica e o crescimento dos músculos.

Além disso, a técnica de drop set não se limita apenas ao estímulo muscular direto. Ela também desencadeia um aumento significativo no fluxo sanguíneo para a região muscular trabalhada. Esse influxo adicional de sangue não só fornece mais nutrientes e oxigênio para os músculos, mas também eleva os níveis de hormônios anabólicos essenciais, como a testosterona e o hormônio do crescimento GH. Esses fatores convergem para um ambiente ideal de recuperação e desenvolvimento muscular.

Se você quer amplificar os estímulos para hipertrofia, você precisa ativar o máximo de fibras musculares a cada série. Drop sets permitem que você faça justamente isso ao aumentar o tempo sob tensão, o estresse metabólico e a volumização celular (vulgo inchaço) no músculo trabalhado.

Mas não adianta simplesmente adicionar drop sets em todo treino e exercícios. Como tudo na musculação, se você exagerar na dose, você poderá gerar o efeito oposto.

O objetivo do texto é explicar todos os detalhes críticos para que você saiba como usar a técnica adequadamente no seu treino e só extrair os seus benefícios (e não os malefícios).

Para que serve a técnica drop set no treino de musculação


Drop set é uma técnica usada para estender uma série além da falha, mas usando uma carga menor que a usada no início do exercício. A ideia por trás da técnica é simplesmente realizar uma série de um exercício até atingir a falha ou chegar muito próximo dela. Vamos supor que você está fazendo rosca direta com 20kg de cada lado usando uma série com 10 ou 12 repetições.

Ao começar a fazer o exercício, a décima repetição será difícil, a décima primeira será extremamente difícil (até mesmo roubando um pouco) e a décima segunda requer um esforço ainda maior para ser completada.

Seria impossível fazer a décima terceira, pois você atingiu a falha muscular. Mas se você tirasse um pouco do peso da barra – cerca de 15% ou 20%, você poderia fazer mais repetições. Veja, mesmo que você atinja a falha muscular momentânea com as 12 repetições normais, você não atingiu a falha absoluta. Você só atingiu a falha muscular com aquela carga (usada nas 12 repetições).

Como você pode ver, na série comum com 12 repetições você não ativa todas as fibras musculares. Você só vai recrutar o número de fibras necessárias para levantar aquela carga, com aquele número de repetições. Ao tirar um pouco de peso e continuar com a série, você forçará o corpo a recrutar mais fibras para realizar o exercício.

A técnica drop set consegue atingir as fibras musculares de forma profunda, até mesmo aquelas fibras que se recusam a ser usadas, o que causará um crescimento muscular maior se comparado com uma série clássica com 10 ou 12 repetições.

A Importância da Estratégia

É crucial compreender que as drop sets devem ser aplicadas de forma estratégica para evitar impactos negativos na recuperação muscular. Recomendamos a adição de drop sets em um único exercício, sem interferir nos principais exercícios compostos. Evitar a utilização prévia de drop sets em exercícios como o agachamento livre é essencial, pois isso pode comprometer a sobrecarga progressiva.

Exemplo de Treino Estratégico

Um exemplo prático seria incorporar drop sets ao final do treino de peitoral, como demonstrado abaixo:

  1. Supino reto: 4×8
  2. Supino inclinado com halteres: 4×10
  3. Crucifixo reto: 3×12
  4. Crossover: 3×12 com dois drops cada série

Isso permite uma abordagem graduada, exaurindo o músculo de forma controlada e eficaz.

Dicas para Otimizar o Uso de Drop Sets

1. Intervalos Mínimos entre Trocas de Pesos

Garanta intervalos mínimos entre as trocas de pesos durante as drop sets, tornando as séries mais intensas. Recomendamos uma troca de pesos rápida, entre 0 a 5 segundos, sendo mais efetivo em máquinas.

2. Monte/Prepare os Pesos Antecipadamente

Facilite a troca rápida de pesos preparando antecipadamente anilhas, halteres e equipamentos. Isso aumenta a efetividade do drop set, proporcionando uma transição suave entre as cargas.

3. Evite Horários de Pico na Academia

Escolha horários menos movimentados para incorporar drop sets, evitando congestionamentos e garantindo uma execução mais prática e efetiva.

4. Limite de Dois Drops

Para preservar a eficácia, evite reduzir a carga mais do que duas vezes em um drop set tradicional. Alternativamente, explore o drop set triplo para um desafio adicional.

5. Mantenha-se entre 6 a 12 Repetições

Estabeleça um limite de 6 a 12 repetições para promover a hipertrofia muscular. Ajuste a carga do drop de acordo com sua capacidade de atingir esse intervalo.

6. Use a Técnica Esporadicamente

Empregue a técnica drop set com moderação, reservando-a para a última série de um exercício. Evite overtraining ao utilizar a técnica como uma variação, não uma obrigação.

Variações e Além do Simples Drop

Além das drop sets convencionais, considere a seguinte variação:

Drop-Superset

Combinação das técnicas mais eficientes para hipertrofia: drop sets e supersets. Realize dois exercícios em superset, cada um com seu drop set, potencializando ainda mais a intensidade do treino.

Aquecimento Adequado

Antes de iniciar o treino com a técnica de desistência, dedique tempo a um aquecimento apropriado. Preparar os músculos e articulações para o esforço intenso é fundamental para minimizar o risco de lesões e maximizar os benefícios do treino.

Nutrição e Hidratação

Mantenha uma alimentação equilibrada e rica em proteínas, carboidratos e gorduras saudáveis. Esses nutrientes são fundamentais para fornecer a energia necessária ao treino e apoiar o processo de recuperação muscular. Assegure-se também de manter-se hidratado durante e após o treino, repondo os líquidos perdidos pelo suor.

Descanso Adequado

Respeite um período de descanso de, no mínimo, 48 horas entre os treinos que envolvem o mesmo grupo muscular. Essa pausa é essencial para permitir a completa recuperação e o crescimento muscular.

A técnica de desistência, ou drop set, emerge como uma abordagem avançada e eficaz para potencializar os resultados no treino, especialmente para aqueles que buscam hipertrofia ou definição muscular. Todavia, é crucial empregar essa técnica com cautela, sob a orientação de um profissional de educação física para evitar execuções incorretas que possam resultar em lesões ou overtraining. Consulte sempre um especialista antes de incorporar a técnica de drop set ao seu programa de treinamento para garantir uma experiência segura e proveitosa.

Equipe Shape Lendario

Uma equipe apaixonada por musculação. fisiculturismo, e treinar é claro! Acreditamos que através dos treinos, dieta e disciplina, vidas podem ser transformadas através de uma vida saudável.

Somos estudantes de Educação Fisíca por conta própria, sempre busque um profissional credenciado para buscar orientações mais assertivas para seu objetivo.


Compartilhe em suas redes sociais
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Ação proibida!

Descubra mais sobre Shape Lendário

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading